“Água e Democracia” é tema de roda de conversa durante a 15ª Semana das Águas

#Obas17anos

#15SemanadasAguas

#AguaeDemocracia

#SemiaridoVivo

A tarde de ontem teve clima de programa de tevê, no auditório da Obas. Também não era pra menos: Dona Angélica e Niedia, duas agricultoras que já apareceram nas mídias tradicionais, vieram nos contar um pouco sobre o bem viver no semiárido.

A Roda de Conversa fez parte da 15ª Semana das Águas, evento que já é tradicional em Barreira, e que trouxe como tema “Água e Democracia: do combate à seca à convivência com o semiárido”.

D

Dona Angélica, que perdeu a visão num erro médico, não perdeu a coragem, o bom humor e a paciência de quem tem muito a dizer. “Depois que perdi a visão, aprendi a ouvir mais e olhar mais pra dentro de mim. Minha visão se ampliou”, disse ela. Dona Angélica também contou pra galera como eram as dificuldades até pouco tempo, quando não se pensava, muito menos se executava projetos que beneficiassem a agricultura familiar. “Não gosto nem de lembrar das dificuldades que a gente tinha pra pegar água, lá no rio, distante quase um quilômetro de casa. A gente tomava banho lá, e trazia água pra beber no jumento. Era um tempo muito difícil”.

Niedia Barbosa, que também é agricultora, falou de como as pessoas ainda duvidam das políticas públicas e projetos. “Quando a gente foi pra reunião sobre o projeto de reuso da água, muita gente ficava desconfiada. Como eu já participo de reuniões sobre os projetos, nem tive dúvida. Hoje eu tenho cisterna de água para beber, cisterna para produção de alimentos, tenho o reuso das águas. Meu quintal é uma maravilha!”, disse com um grande sorriso.

A história das duas mulheres aguçou a curiosidade da juventude presente, que perguntaram sobre o funcionamento dos projetos, se ainda tem continuidade, entre outras dúvidas.

A roda de conversa, contou ainda com a presença do prefeito de Barreira, Alailson Saldanha, que tem a convivência com o semiárido como referência de suas ações. “A minha felicidade hoje é poder ouvir a história de dona Angélica, que é uma pessoa muito querida na Obas. Que sua fala nos traga muita sabedoria para enfrentarmos esses tempos difíceis”, disse o prefeito.

E para entrelaçar as duas histórias, contextualizando e passeando entre o ontem e o hoje, Jorge Pinto, coordenador executivo da Obas, contou um pouco sobre a água como direito e elemento político, pontuando conflitos e explorações ao redor do mundo, a partir da disputa pela água.

Não foi esquecido o fato histórico dos campos de concentração que existiram aqui no Ceará, como também as imagens que as mídias mostravam do semiárido, como local inóspito, ruim de se viver.

Hoje, com as tecnologias sociais conquistadas através de longos processos de organização popular, essa imagem vem mudando, apresentando o semiárido como um lugar lindo de se viver.

Nenhum direito a menos!

Agradecemos a Secretaria de Educação de Barreira pelo apoio e mobilização nas escolas municipais, como também ao NUCA e Eem  Danísio Correa.
A 15ª edição da Semana das Águas em Barreira é uma realização da Obas – Organização Barreira Amigos Solidários e Governo Municipal de Barreira, e conta com o apoio da Associazione Etica Onlus.